Seja bem vindo ao Fome Cultural...

Lembrando a todas as pessoas que se interessarem por algum evento ou atividade postadas aqui, devem encaminhar email ou fazer contato para os endereços indicados na postagem a que se interessaram. Nós do Fome Cultural, apenas repassamos as informações. Boa Sorte!



6 de set de 2007

Ponto Curta no Cine Sesc: Entrada Franca!



Ponto Curta...


O CineSesc abre sua tela para o formato curta-metragem em diversos suportes. É o Ponto Curta, um ponto de encontro para realizadores de curta-metragem exibirem seus trabalhos e conversarem sobre cinema.


17 de setembro, segunda, 23h. Grátis. Retirar senhas a partir das 22h30.

Cinesesc – Rua Augusta, 2075 – Cerqueira César – Fone 3082-0213


Programação:


Casa em Ruínas

(Brasil/SP, 2007, 11 min., video digital, ficção) Direção: Paulo Miranda

Com Chico Carvalho, Elder Fraga, Giulio Lopes

Dois trabalhadores braçais, um veterano e outro novato, em frente a uma casa em demolição, à espera do chefe. Duas classes sociais distintas. Confrontos verbais entre os trabalhadores e uma revelação que mudará as perspectivas.


Hattari

(SP-Brasil. 2007, 10 min., video digital, ficção). Direção e roteiro: Eduardo Sertório

Com Elder Fraga, Halei Rembrandt e Thomas Endo

Dois assassinos de gangues rivais sobrevivem a um tiroteio. Agora, frente a frente, discutem e questionam se vale a pena terminar o serviço.


Duas Opções

(SP-Brasil, 2007, 13 min., video digital, ficção) Direção e roteiro: Rafael Nasser.

Com Giulio Lopes, Elder Fraga, Gabrielle Lopez, Luciano Gatti, Rogério Britto e Julio César Machado

Dois homens invadem a casa da família Sampaio durante a noite para um assalto. A ação fracassa. De forma agressiva e ameaçadora, a família entra em contato físico com os assaltantes. Por causa do confronto só existem duas opções.


Expresso Matadouro

(Brasil/SP, 2005, 11 min., vídeo, experimental)Direção: João Paulo Azevedo


Uma viagem pelo subconsciente humano. Somos guiados por umamáquina animalizada. Um encontro com diversos sentimentos, tendo como base a destruição .

Nenhum comentário:

Postar um comentário